quarta-feira, 8 de setembro de 2010

"Homem de Ação"?

"Como é possível denominar 'homem de ação' a quem por seu trabalho de presidente em uma empresa faz cento e vinte chamadas telefônicas diárias para se adiantar à concorrência? É talvez homem de ação o que recebe elogios porque aumenta as ganâncias de sua sociedade viajando a países subdesenvolvidos e saqueando seus habitantes? Em geral, são estes vulgares despojos sociais os que recebem o título de homens de ação em nosso tempo. Emaranhados nesse lixo, estamos obrigados a testemunhar a decadência e morte do antigo modelo de herói, que já exala um odor miserável. Os jovens não podem deixar de observar com desgosto o vergonhoso espetáculo desse modelo de herói, o qual aprenderam a conhecer pelas historietas, implacavelmente derrotado e deixado a murxar pela sociedade à qual deverão pertencer algum dia. E gritando seu rechaço a semelhante sociedade em seu conjunto, tentam desesperadamente defender sua pequena divindade."
(Yukio Mishima)

Nenhum comentário:

Postar um comentário