domingo, 3 de julho de 2011

Alerta ao Ocidente

"Eu tento demonstrar que os que foram privados não somente do alimento necessário quase até mesmo para subsistir, não somente da vestimenta para defender-se das inclemências da natureza, não somente dos bens materiais mais imperiosos, olvidando-nos de tudo o supérfluo, mas sim incluso da própria esperança de sobreviver, pese a toda esta privação total, podem sentir dentro de si um impulso espiritual imenso. 

E este mundo ocidental, que nada na abundância, que caminha sobre os bens materiais como se fossem as pedras das ruas...de pronto ou talvez paulatinamente, os homens deste próspero Ocidente começam a rebaixar seu espírito."
(Aleksandr Solzhenitsyn, Alerta ao Ocidente)



Nenhum comentário:

Postar um comentário