terça-feira, 18 de outubro de 2016

A Arte de Boris Olshansky

O desfruto da beleza da arte, pelo mero prazer da contemplação, sem nenhum sentido prático, é talvez, um dos argumentos mais eloquentes a favor da existência do espírito. A arte vem a ser uma fonte de nostalgia, saudade (de um tempo que não vivemos), inspiração, idealismo e esperança, é a metáfora da luta do espírito para evadir-se do plano físico para atingir estados superiores. 

O artista no presente artigo é o russo Boris Olshansk, nascido em 25 de fevereiro (signo de peixes) de 1956, em Tambov, uma cidade mediana do oeste da Rússia. Sua mãe, campesina, sumamente tradicional e devota teve cinco filhos além dele. Seu pai era um veterano de guerra ferido em combate (a bala de um francoatirador alemão lhe atingiu) e desfrutava de apoio estatal para pessoas de sua condição.

Boris Olshansky expõe em suas obras os mitos dos heróis eslavos e do passado glorioso da história russa, o paganismo sem renunciar a fé ortodoxa através de um chamado interior da identidade de seu povo que aos poucos retorna à sua terra, dando-lhe um pouco de água e Sol para florescer sua cultura, agri - cultura, que vem da terra, pois segundo o artista "nossa vida, nossa mente e nossa memória genética buscam intensamente as fontes da cultura e da história",

Clique nas imagens para ampliá-las.










































Nenhum comentário:

Postar um comentário